RSS

Arquivo da tag: pastoreio

Pastores que não tocam as pessoas

toqueHá elementos no ministério que não tocam as pessoas. São frios, insensíveis e burocratas. Afeitos mais à organização do que ao organismo, aos membros  do Corpo Vivo de Cristo. O apóstolo Pedro ensina que devemos pastorear, alimentar, apascentar o rebanho de Deus, cuidando dele não por obrigação, mas espontaneamente, segundo a vontade de Deus, nem por interesse em ganho ilícito, mas de boa vontade; nem como  dominadores dos que nos foram confiados, mas servindo de exemplo ao rebanho (1 Pe 5.1-3). Não é possível exercer o ministério pastoral sem os verbos orar, cuidar e pregar.

O ministério pastoral é vocação e não vacação. É o amor exercido com zelo e responsabilidade. Não é fonte de lucro, mas fonte de graça concedida pelo Senhor para servir em profunda compaixão. Pastorear não é mérito humano, mas um chamado de Deus pelo merecimento de Cristo Jesus. Paulo testemunha: Pela graça de Deus sou o que sou (1 Co 15.10). Eu não me chamo, mas é o Senhor que me convoca. Todo o mérito é de Cristo na Sua morte e na Sua ressurreição. O chamado para o ministério é atribuição do Senhor. O ministério não é meu, mas dEle. Sou apenas um servo inútil. Ele ordenou a Pedro: “apascenta as minhas ovelhas” (João 21.15-17).

Deus quer que toquemos as pessoas. Que as abracemos com respeito e pureza. Que sejamos sinceros com elas. O pastor é aquele que imita o Supremo Pastor, que deu a Sua vida por nós, Suas ovelhas. Que Ele nos livre de fazermos acepção de pessoas. A palavra do velho apóstolo Paulo aos pastores de Éfeso denota um compromisso inalienável com o chamado de Deus. Ele testemunha: “Mas em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que eu complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus (At  20.24).

Pastores amados, toquemos as ovelhas de Cristo Jesus. Oremos diariamente por elas. Que nós as sirvamos com amor, alegria, mansidão e humildade. Que o Senhor nos livre do orgulho que nos leva ao isolamento e a inacessibilidade, e nos dê a bênção de viver entre o Seu povo, tocando, orando, acompanhando, encorajando, consolando e alimentando na total dependência do Senhor. A suficiência para o pastoreio amoroso e empático vem do Senhor (2 Co 3.5). Sejamos ministros segundo o coração de Deus para apascentarmos o povo que Ele nos confiou por graça e misericórdia. Não nos esqueçamos: Toquemos as ovelhas de Cristo com o Seu amor derramado em nós  pelo Espírito Santo.

Pr. Oswaldo Luiz Gomes Jacob
Pastor da Segunda Igreja Batista em Barra Mansa – RJ
Colunista deste Portal
pitzerjacob@gmail.com

FONTE: ADIBERJ

 
Comentários desativados em Pastores que não tocam as pessoas

Publicado por em 08/04/2015 em POIMENIA

 

Tags: , ,

U2, Bono’s Traveling Pastor, Jack Heaslip, Passes Away

bono_heaslip

Anglican priest Jack Heaslip, who served as chaplain for the band U2 and lead singer Bono for years, died peacefully in his home in Dublin, Ireland over the weekend of February 21. The popular preacher had been battling motor neurone disease, but continued to minister to the band and their huge, 500-member crew while they traveled all over the world.

Heaslip’s relationship with the band members began in the ’70s while he was a guidance counselor at Mount Temple Comprehensive, where the musicians were educated. The band referred to Heaslip as their “North Star.” According to the band’s blog, Heaslip liked to arrive at the venues early to take a prayer walk through the seats and spaces that would be filled later that night with U2’s fans.

The Patheos blog called Heaslip “the coolest man alive,” and Reverend Val Rogers, rector at the Aughavale group of parishes where Heaslip also ministered, paid tribute to him for “his intelligence, courage and love.”

Heaslip, who was in his 70s, is survived by his wife Patricia and family.

SOURCE: CHURCH LEADERS

 
Comentários desativados em U2, Bono’s Traveling Pastor, Jack Heaslip, Passes Away

Publicado por em 27/02/2015 em POIMENIA

 

Tags: , , , , , ,