RSS

Arquivo da tag: misticismo

“Pastores feiticeiros”

Pastor Ed René Kivitz critica “pastores feiticeiros” da Igreja Universal que prometem ungir canetas para fiéis passarem em concurso 

Comentando uma notícia apresentada pela colunista Sonia Racy, da “Agência Estado”, o pastor Ed René Kivitz, da Igreja Batista da Água Branca criticou abertamente os pastores da Igreja Universal do Reino de Deus que prometeram em um programa de TV da denominação, ungir e abençoar canetas e fichas de inscrições de concursos públicos, para que os fiéis fossem aprovados.

Kivitz afirma que a informação da jornalista possui “uma lógica danada”. Para o pastor, a estratégia usada no programa da IURD em Brasília “é dos quintos dos infernos… Faz todo o sentido dentro da cosmovisão religiosa popularmente identificada como cristã, isto é, da subcultura sociologicamente definida como segmento religioso que se pretende cristão”.

O pastor afirma que a oferta dos pastores que ungem caneta para “concurseiro” faz sentido “para quem crê em um Deus intervencionista, que se mete no cotidiano da vida humana”.

Sem deixar passar os casos em que líderes evangélicos ungem objetos sob o argumento de abençoá-los, o pastor diz que esse tipo de coisa torna-se uma espécie de “ritual litúrgico” e afirma que o inusitado convite para ungir canetas e fichas de inscrição não está errada dentro da lógica popular, mas questiona: “O desafio é responder se essa lógica expressa de fato o Evangelho de Jesus Cristo”.

Confira no vídeo abaixo os pastores da IURD oferecendo unção para canetas e fichas de inscrição de concursos públicos:

Confira abaixo o artigo “Os pastores feiticeiros e seu evangelho pagão”, publicado pelo pastor Ed René Kivitz:

Deus resolve

Pastores da Igreja Universal do Reino de Deus inovam. Pela TV, em Brasília, prometem bom desempenho em concursos públicos. O fiel só precisa levar caneta ou comprovante de inscrição ao templo para ser ungido.
O discurso? “Se Deus te iluminar, te der a direção, nada dá errado.”
[Fonte: http://blogs.estadao.com.br/sonia-racy%5D

O pior dessa notícia é que tem uma lógica danada. Literalmente, a lógica é danada. É dos quintos dos infernos. Mas faz todo o sentido dentro da cosmovisão religiosa popularmente identificada como cristã, isto é, da subcultura sociologicamente definida como segmento religioso que se pretende cristão. Senão, observe.

. Para quem crê em um Deus intervencionista, que se mete no cotidiano da vida humana vindo de fora (de outro mundo, da sala do trono, ou sei lá de onde), qual é o problema de pedir a Deus que favoreça um dos seus filhos em um concurso público?

. Para quem acredita em unção como ritual litúrgico, e sai por aí passando óleo e azeite em portas e janelas, carros, pessoas, animais de estimação, propriedades, galpões empresariais e escritórios, e outras coisas mais, qual é o problema de ungir ritualisticamente uma caneta ou uma ficha de inscrição para um concurso público?

. Para quem acredita que Deus revela segredos aos seus filhos, fala pela boca dos profetas e dá palpite na vida dos outros, qual é o problema em pedir uma iluminação ou uma direção, tipo informação privilegiada, como ajuda para o êxito num concurso público?

. Para quem acredita que o templo é a Casa do Senhor, e que os pastores, bispos, apóstolos e patriarcas são Servos do Senhor, pessoas especiais, com uma unção especial de Deus, qual é o problema de participar dessa unção ritualística no Templo Sede Internacional e receber a benção do homem de Deus antes de atravessar o desafio de um concurso público?

. Para quem faz promessas de subir escadas de joelhos, realiza peregrinações carregando cruz nas costas, amarra fitinhas de santos no pulso, pendura no pescoço colares benzidos nos terreiros, carrega santinhos na carteira, ou participa de correntes da fé em busca de bençãos materiais e soluções para problemas circunstanciais, qual é o problema de ungir a caneta ou a inscrição para o concurso público?

Em síntese, apesar de grotesca e de causar espanto, respeitada a lógica religiosa popular cristã, não há nada de errado nessa prática noticiada pela Agência Estado. O desafio é responder se essa lógica expressa de fato o Evangelho de Jesus Cristo.

Ed René Kivitz

Fonte: Gospel+

 
Comentários desativados em “Pastores feiticeiros”

Publicado por em 31/01/2012 em POIMENIA

 

Tags: , , , , , , ,

Haiti experimenta um avivamento dois anos após terremoto

Homens que perderam parentes no país em janeiro 2010

Centenas de haitianos estão abandonando o vodu depois de conhecer a Cristo

Dois anos depois de um terremoto devastador ter atingido a ilha do Haiti e matado cerca de  300.000 pessoas, o cristianismo está rapidamente substituindo o vodu na vida do povo, revela  um missionário.

De acordo com os estudiosos, no Haiti existe uma estranha fusão de crenças. Embora quase 80% das pessoas afirmem ser católicas, e 16% afirmam ser evangélicas, estima-se que mais da metade da população ainda pratica o vodu.

No entanto, uma série de missionários e organizações de caridade cristãs que foram para a nação caribenha ajudar os milhões de necessitados em 2010, estão contribuindo para um número crescente de conversões.

Um desses grupos é a Haiti Fundation of Hope  [Fundação Esperança do Haiti], ONG cristã que atende as necessidades físicas, emocionais e espirituais das pessoas nas comunidades rurais empobrecidas do norte do Haiti. Desde que chegou ao país, a ONG criou uma série de programas comunitários de saúde nas aldeias locais e viu, com isso, muitas pessoas abandonando o vodu e encontrando a Cristo.

“A crença religiosa mais comum do Haiti há 200 anos é o vodu. Trazido da África, essa forma de bruxaria foi integrada ao catolicismo. A minha experiência é que, quando os haitianos  conhecem o amor de Cristo, logo abandonam as práticas do vodu”, disse Linda Markee,  secretária-executiva da Fundação que vive  há dois anos na ilha.

“Depois do terremoto, especialmente, as pessoas começaram a procurar pelo Senhor. Todo mundo que mora no Haiti sentiu o terremoto… A maioria das pessoas que estavam seguindo o vodu sabem agora que seus deuses não têm poder . Perceberam que eles não ganham nada com o vodu, Quando os cristãos vieram trabalhar aqui, nas diferentes aldeias, algumas mudanças aconteceram rapidamente”, completou.

Markee ressalta que mesmo que os evangélicos estejam crescendo no país, ainda existem muitos conflito entre os missionários e as pessoas que não querem que essas mudanças  ocorram. “O conflito surge com os feiticeiros, não com as pessoas da nossa aldeia. Uma das coisas que nós começamos e deu certo foi um programa de saúde da comunidade. Tínhamos  10 trabalhadores comunitários na área da saúde  em três aldeias bastante próximas entre si…  No ano passado, uma mulher que acabara de dar a luz sofria com uma infecção grave e estava morrendo… o bebê também, porque ela não tinha leite, e eles estavam definhando na cabana de um feiticeiro…  Nossos agentes de saúde ouviram falar sobre isso, foram até lá e tiveram de enfrentar o feiticeiro.

Nos últimos anos, ninguém tinha coragem de enfrentar os feiticeiros. Todos tinham medo. Mas eles falaram com ele e disseram que a mulher precisava ir a uma clínica, ou iria morrer “, conta.

“Finalmente, o feiticeiro disse: ‘Tudo bem, mas se você sair daqui vai morrer.” Os trabalhadores, no entanto, levaram a mãe e o bebê a um hospital, onde deram-lhe antibióticos. Eles sobreviveram e hoje frequentam a igreja”, finaliza.

De acordo com a missionária, há um verdadeiro avivamento no Haiti, pois todos foram afetados pelo testemunho dos missionários e viram o amor de Deus através de seu trabalho. Ao mesmo tempo foram percebendo que o vodu não tem todo esse poder.

Ela disse que há inclusive relatos de feiticeiros que se converteram, pois lançaram pragas contra os cristãos e nada aconteceu.  Muitos desses ex-feiticeiros vodu agora admitem que não tinham o mesmo poder da igreja cristã.

Traduzido e adaptado de Christian Post

Fonte: GOSPEL PRIME

 
Comentários desativados em Haiti experimenta um avivamento dois anos após terremoto

Publicado por em 28/01/2012 em POIMENIA

 

Tags: , , , , , , ,