RSS

Arquivo da tag: ateus

Filme cristão “O Diabo no Banco dos Réus” é atacado por ativistas ateus que o classificam como “lavagem cerebral”

Filme cristão “O Diabo no Banco dos Réus” é atacado por ativistas ateus que o classificam como “lavagem cerebral”

O filme “O Diabo no Banco dos Réus” é um filme cristão lançado nos cinemas dos Estados Unidos em Agosto de 2011 e que despertou protestos por parte de ativistas ateus.

O filme fala sobre um rapaz que estuda Direito e resolve processar o diabo por todas as suas frustrações e infelicidades. No processo, pede US$ 8 trilhões como indenização. O julgamento é acompanhado pela TV em rede nacional e no último dia, quando a juíza pretende emitir uma sentença à revelia, o diabo aparece em carne e osso, com uma equipe formada pelos dez melhores advogados do país.

O filme foi mencionado pelo jornal em uma matéria sobre downloads ilegais por ser um filme independente que foi baixado 100 mil vezes em sites ilegais de download. O diretor do filme, Tim Chey, afirma que este “é um dos filmes independentes mais baixados da história, o que, na verdade é um elogio. Estou feliz por espalharmos a Palavra a tantas pessoas”. “O Diabo no Banco dos Réus” foi o filme independente com maior média de bilheteria nos Estados Unidos em 2011 e o filme cristão mais visto no ano.

O diretor ainda ressalta que não se preocupa com a pirataria, mesmo que isso diminua seus lucros: “A história e o título do filme chamam atenção do público secular. Eles vão assistir esperando um filme de terror e acabam sendo atingidos com a mensagem do Evangelho… Isto é evangelismo”.

Porém, o protesto dos ateus se voltou contra o filme através do site IMDb, uma espécie de comunidade em que os leitores tem acesso às críticas dos filmes e fazem suas avaliações sobre cada filme. O IMDb é considerado o maior e mais influente site sobre cinema em todo o mundo e possui uma espécie de ranking para os filmes. Como a nota é dada pelos leitores, os ativistas ateus enviaram milhares de emails ao site dando a nota mínima para o filme, com comentários negativos, como “propaganda religiosa”, “lavagem cerebral cristã”, “idiotice cristã” e “eliminem os cristãos”.

O porta-voz da produtora RiverRain, responsável pelo filme, afirmou que o ataque foi voltado para os cristãos, e não somente aos produtores do filme: “Foi um ataque direto a todos os crentes. Em apenas um dia, mais de 400 pessoas optaram pela menor nota apesar de nem terem visto o filme. Avisamos o IMDb sobre este ataque, mas eles não fizeram nada. Outros filmes cristãos, como Corajosos e Desafiando Gigantes, também sofreram esses ataques. Esta é uma forma de manchar a reputação e desacreditar esses filmes”.

Mesmo com todo o prejuízo ao filme, tanto Tim Chey quanto os produtores pedem que os cristãos assumam uma postura de perdão: “Temos que mostrar-lhes o amor. Jesus disse que se eles me odeiam, vão odiar vocês”. No Facebook, a fanpage do filme afirma que o ataque ao filme no site IMDb foi feito por “um grupo de ateus que baixaram o filme ilegalmente”, pois nos Estados Unidos, o filme ainda não foi lançado em DVD. “Deixo a vingança para o Senhor. O mundo é cego. Eles pegam o único filme em Hollywood que traz luz para um mundo ‘sombrio’. Mas nossa batalha não é contra a carne e o sangue, mas contra os principados do inimigo”, frisa Chey, citando Efésios 6:12.

Tim Chey testemunhou ao The Christian Post que, mesmo com as adversidades, o filme está cumprindo seu papel: “Tivemos mais de 72 pessoas aceitando a Cristo depois de uma exibição do filme numa igreja. Isso é que me alegra. Disse à minha mulher que já valeu por todos os ataques”.

O filme é um drama, que foi rodado em Sydney, Austrália, contou com a participação do grupo de louvor da Hillsong Church e é estrelado por Malcolm McDowell, Rebecca St. James, Corbin Bernsen, Shannen Fields (Desafiando Gigantes), Tom Sizemore, Ros Gentle e Bart Bronson.

Assista ao trailer do filme, que no Brasil é distribuído pela Graça Filmes:

 

Fonte: Gospel+

 
2 Comentários

Publicado por em 16/03/2012 em POIMENIA

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Descobri que sou ateu…

 
Comentários desativados em Descobri que sou ateu…

Publicado por em 11/03/2012 em POIMENIA

 

Tags: , ,

Ateísmo em discussão

Em muitos aspectos, é fundamental que haja um movimento ateu atuante e forte. Porque eu não tenho nem um tipo de saudade do mundo controlado pela religião. O mundo laico tem suas inúmeras vantagens.

Agora, existem muitos tipos de ateísmo. E certamente é mais do que necessário que os ateus se articulem, porque é inadmissível continuar imaginando um mundo onde pessoas possam ser perseguidas por crença ou descrença religiosa.

Mas acontece que existem algumas vertentes do ateísmo, que ganharam muita expressão polemizando recentemente com o cristianismo fundamentalista. O grande erro é tomar o fundamentalismo como a expressão legítima de fé. Não é não. Passa longe de ser a única, é talvez a que melhor se articula na política institucional, especialmente nos EUA e no Brasil. Mas é o lado do cristianismo mais frágil em questão de argumentação teológica.

Pode-se dizer, na verdade, que o fundamentalismo vive à sombra de um banimento e um interdição da teologia no meio eclesiástico – fenômeno que seria muito estranho na Europa, mas que é bem comum nestes lados mais para o ocidente.

Divulgação / Em O Debate sobre Deus, Eagleton rebate ideias do neodarwinista Richard DawkinsEm O Debate sobre Deus, Eagleton rebate ideias do neodarwinista Richard Dawkins

Esse cara da foto é o historiador Terry Eagleton. Marxista britânico, pode ser considerado membro da chamada Nova Esquerda Inglesa, que tem dado os melhores frutos do marxismo recente. Também pode ser inserido entre os pioneiros dos chamados Estudos Culturais, principalmente por seus trabalhos sobre literatura.

E o que tem ele a ver com o assunto aqui? Porque essa foto?

A foto serviu para ilustrar um texto do Paulo Camargo aqui no Caderno G alguns dias atrás.Uma dupla resenha de um livro do Eagleton e outro do historiador Paul Johnson.

Ambos os historiadores entram no debate com os ateus mais famosos – Richard Dawkins e Cristopher Hitchens. De Eagleton, a editora Nova Fronteira publicou uma série de conferências reunidas no livro O debate sobre Deus. De Johnson, a mesma editora trouxe uma biografia de Jesus. Johnson também é o autor da mais interessante História do Cristianismo disponível em português.

Certamente não são autores que pretendam qualquer apologia da religião. Eles são é muito críticos dela.

Difícil um historiador não ser.

Mas o problema é que simplesmente construir um discurso positivista e “científico” de que Deus não existe é um caminho fácil demais – e muito pobre.

Se os historiadores conhecem muito bem o problema da religião, pois se deparam com ela em muito de suas investigações, é certo que a ciência não oferece certezas melhores, nem uma coisa pode substituir a outra.

Entender como os cientistas fazem ciência e como os religiosos fazem teologia são assuntos muito interessantes para a História Cultural.

E combater o obscurantismo religioso não é só tarefa para ateus. É também para cristãos liberais como este blogueiro. O que não dá é para imaginar que a “verdade” religiosa possa ser substituída pela “verdade” científica. Ambos são discursos ideológicos com suas limitações inerentes.

Aliás, não custa lembrar, Eagleton tem um livro clássico sobre ideologia, publicado pela Boitempo.

Fonte: ANDRE EGG

 
Comentários desativados em Ateísmo em discussão

Publicado por em 13/09/2011 em POIMENIA

 

Tags: , , , , , , , , ,