RSS

Arquivo da tag: ação social

Igreja Católica vai ajudar governo em exames de AIDS e sífilis

Roberta Lopes – Agência Brasil

Igreja Católica vai ajudar governo em exames de AIDS e sífilis
Para chamar atenção da população, a CNBB vai realizar a campanha “Declare Seu Amor Por Você” que será divulgada no rádio e por meio de cartazes e folhetos. [Imagem: CNBB]
//
//

Declare Seu Amor Por Você

O Ministério da Saúde e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) formalizaram uma parceria para a realização de testes de HIV e de sífilis em mulheres grávidas.

A parceria vai atender primeiramente cinco capitais – Manaus, Curitiba, Fortaleza, João Pessoa e Porto Alegre -, mas poderá ser ampliada para outros municípios.

Para chamar atenção da população, a CNBB vai realizar a campanha Declare Seu Amor Por Você que será divulgada no rádio e por meio de cartazes e folhetos.

Atendimento paroquial

As paróquias que quiserem fazer as mobilizações para os testes poderão contar com a rede pública de saúde que vai colocar à disposição profissionais qualificados, além de testes e aconselhamento pré e pós-exame. Também será feito o encaminhamento à rede de saúde para casos positivos.

De acordo com o secretário-geral da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa, o trabalho vai começar onde a igreja tem pastorais da DST/Aids organizadas, ou outras pastorais, como a da Pastoral da Criança. Depois, o trabalho será ampliado para os municípios onde elas não estão presentes.

“[Vamos] ir detectando os municípios onde a igreja tem suas pastorais organizadas e depois detectando as infraestruturas necessárias onde elas não existem, criar essas estruturas de modo que quanto mais as pessoas tiverem informação e depois condições para o tratamento e acompanhamento pós-diagnóstico mais nós vamos crescer”, disse.

Pastoral da DST/Aids

A Pastoral da DST/Aids está presente em 142 dioceses no Brasil e possui 13 mil agentes capacitados e envolvidos no trabalho de acompanhamento de pessoas com HIV.

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, destacou que essa é uma medida importante para ampliação do diagnóstico precoce das duas doenças. “[Esse é o] encontro entre uma política pública de grande respeitabilidade no Brasil, que é a política de aids e a Igreja Católica colocando a grande capilaridade, a grande penetração que ela tem, a respeitabilidade que ela tem, na luta pelo diagnóstico precoce pela testagem”, disse.

De acordo com estimativas do Ministério da Saúde, há 630 mil pessoas com o vírus da aids no Brasil. Desse total, 225 mil não sabem que tem o vírus. Em relação à sífilis, cerca de 40% dos casos onde há transmissão do vírus da mãe para o bebê podem resultar em aborto ou morte do recém-nascido.

Nova estratégia para a gripe A

Questionado sobre a política de combate ao vírus H1N1, da gripe A, Temporão disse que vai apresentar no próximo dia 6 de novembro ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma nova estratégia para a doença.

“Ontem eu tive uma reunião aqui no ministério discutindo estratégia de comunicação, de educação, ampliação de redes de UTI, toda política de planejamento que devo apresentar para o presidente Lula no dia 6 de novembro”, informou.

Fonte: DIARIO DA SAUDE

 
Comentários desativados em Igreja Católica vai ajudar governo em exames de AIDS e sífilis

Publicado por em 23/10/2009 em POIMENIA

 

Tags: , , ,

Quase metade dos jovens brasileiros vive na pobreza

Estudo do IBGE mostra que o combate à pobreza no Brasil teve resultados, mas que a situação de grande parte da população, em especial os jovens, ainda é precária
REDAÇÃO ÉPOCA

Valter Campanato/ABr

DRAMA Imagem mostra residência em Carnaúbas do Piauí, uma das cidades mais pobres do Brasil. Segundo o IBGE, quase metade dos jovens vivem com renda familiar per capita menor que meio salário mínimo

A pesquisa Síntese de Indicadores Sociais, divulgada nesta sexta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), detalhou alguns progressos feitos pelo Brasil nos últimos anos em relação à pobreza e à miséria, mas mostrou que ainda há um longo caminho a percorrer para resolver este problema.

De acordo com os dados do levantamento, quase metade (44,7%) dos jovens brasileiros com menos de 17 anos – que representam 30% da população – vivia em 2008 em famílias com renda per capita menor que meio salário mínimo, a faixa que, segundo os critérios da pesquisa, define a pobreza.

A situação mais precária é da região Nordeste, onde 66,7% dos jovens viviam com esta renda. A outra região onde mais da metade dos menores de 17 anos é pobre é a Norte, com 53,7%. No Centro-Oeste são 35%, no Sudeste, 31,5% e, no Sul, 28,7%.

Um dado positivo revelado pelo IBGE é a diminuição do número de jovens que vivem na extrema pobreza, classe delimitada por ganho familiar per capita inferior a um quarto de salário mínimo. Esta porcentagem estava, em 2008, em 18,5% dos jovens, mas em 1998 chegou a ser de 27,3%.

Novamente, a pior situação é do Nordeste, onde 34,4% dos jovens vivem na miséria. Alagoas lidera este ranking, com 43,1% dos menores de 17 anos na pobreza extrema. A região Sul (7,9%) e o Estado de Santa Catarina (4,5%) estão na outra ponta da lista.

Fonte: EPOCA

 
Comentários desativados em Quase metade dos jovens brasileiros vive na pobreza

Publicado por em 12/10/2009 em POIMENIA

 

Tags: , , ,

Flordelis – O filme

Atores famosos se reúnem no filme-homenagem “Flordelis”

SÃO PAULO (Reuters) – Criado para ser uma homenagem, “Flordelis – Basta Uma Palavra para Mudar” estreia esta sexta-feira em circuito nacional, trazendo no elenco alguns dos rostos mais conhecidos da TV brasileira.

Reynaldo Gianecchini, Aline Morais, Leticia Spiller, Cauã Reimond, Letícia Sabatella, Marcello Antony e Fernanda Lima são apenas alguns dos nomes que participam da produção, dedicada ao trabalho social de Flordelis dos Santos.

Professora pública criada no Jacarezinho (RJ), Flordelis passou sua juventude a ajudar crianças e adolescentes em situação de risco nas periferias cariocas. Muito religiosa (daí a trilha sonora gospel de toda a produção), ela realizava vigílias noturnas para combater a cooptação de jovens pelo tráfico de drogas em comunidades pobres.

No entanto, ela só ficou realmente conhecida em meados da década de 1990, quando albergou como filhos, em uma casa de dois quartos, 37 crianças sobreviventes de uma chacina na estação Central do Brasil. Foi o início de uma perseguição pela polícia e pela assistência social, que procuravam levá-las para abrigos públicos.

Fonte: UOL

 
Comentários desativados em Flordelis – O filme

Publicado por em 11/10/2009 em POIMENIA

 

Tags: , , , , ,

Telecentros ajudam jovens a entrar no mercado de trabalho em São Paulo

Flávia Albuquerque, da Agência Brasil

Depois de participar de um curso básico de informática em um dos telecentros mantidos pela prefeitura de São Paulo, Maurício Expedito de Jesus, 20 anos, morador do Jardim Aeroporto, Zona Sul, conseguiu um emprego e há sete meses é auxiliar administrativo. Para ele, participar do curso foi essencial para conseguir entrar no mercado de trabalho. “Sem conhecimento não teria como ter entrado onde estou agora, porque aqui usamos muito o computador. Se eu não soubesse nada estaria apanhando até agora, provavelmente nem tivesse conseguido a vaga”, afirmou.

Segundo ele, depois de participar dos cursos oferecidos nos telecentros, começou a pensar mais em seu futuro profissional.

“Antes tinha o pensamento de terminar a escola e depois de começar a fazer as aulas comecei a ter vários conhecimentos sobre mundo do trabalho. Estou pensando em me especializar nessa área fazendo mais cursos na área de rede e no futuro uma faculdade.”

A montadora de jóias, Carina Mota da Silva, 23 anos, fez seis cursos no telecentro em São Miguel Paulista, bairro onde reside na Zona Leste. Ela afirma que sabia pouco sobre informática e que os cursos serviram para aprimorar o conhecimento. “Ajudou não só o lado profissional, mas o pessoal também. Eu gosto de usar o computador para aprender as coisas. O que aprendi principalmente foi a usar o computador. Aprendi também marketing pessoal que me ensinou a ter paciência, a conversar com as pessoas, vender produtos, me relacionar melhor no trabalho.”

Desde junho de 2001, os moradores de áreas de maior vulnerabilidade social podem ter acesso à informática por meio das unidades do Programa Telecentros. As estruturas são montadas para permitir que o cidadão que nunca se aproximou de um computador aprenda como usar a máquina. A rede tem 320 unidades espalhadas por todas as regiões da capital paulista e atende 1,7 milhão de paulistanos, uma média de 740 pessoas por mês. O acesso é gratuito e o cidadão conta com o auxílio de orientadores em cada uma das unidades.

Aqueles que já conhecem o computador podem usá-lo livremente para acessar a internet, fazer trabalhos escolares e profissionais, enviar e receber e-mails. Cada telecentro tem cerca de 20 máquinas conectadas à internet com banda larga e velocidade de conexão alta. Além disso estão disponíveis impressoras, aplicativos e ferramentas, como processadores de texto e planilhas de cálculo, todas software livre.

Segundo o coordenador geral do Programa Telecentros, da Coordenadoria de Inclusão Digital, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Participação e Parceria, Frederico Guidone Scaranello, a meta é aumentar o número de unidades para 410 até o final do ano. Em cada unidade o usuário tem a oportunidade de realizar cursos não só na área da informática. “Em termos de evolução os telecentros se tornaram escolas digitais. Toda unidade está voltada a fazer com que o leigo chegue a ser um programador se quiser.”

Scaranello explicou que o foco dos telecentros é a empregabilidade, ou seja, dar ao cidadão a formação necessária para que ele consiga se colocar no mercado de trabalho. “É difícil que hoje haja um jovem que consiga um emprego no mercado de trabalho sem ser capacitado, certificado digitalmente, ou seja, se não souber usar computador ele está praticamente fora de qualquer profissão”, disse.

Segundo ele, os cursos e as oficinas funcionam com o intuito de melhorar a qualidade de vida do cidadão dando acesso à internet, cultura e lazer e dessa forma incluindo também socialmente esses usuários. “Todo o trabalho que é desenvolvido dentro das unidades está voltado para incluir digitalmente como ferramenta para incluir socialmente, trazendo para a formalidade essas pessoas.”

O coordenador dos telecentros enfatizou que a inserção no mundo da informática muda a vida das pessoas que passam pelas unidades dos telecentros e que no ano passado foram certificados 192 mil usuários. “Para nós é até difícil de raciocinar porque já temos o uso do computador e da internet como uma forma corriqueira de trabalho. Imagine aquela pessoa que nunca teve contato com a máquina, que não sabe nem ligar e desligar. De repente elas fazem um curso básico, vão para um curso médio, depois avançado”.

A coordenadora institucional do Núcleo de Pesquisas Estudos e Formação (Nupef) da Rede de Informações para o Terceiro Setor (Rits), Graciela Selaimen, ressaltou que no atual modelo de sociedade ter acesso ao conhecimento significa também ter acesso a direitos, oportunidades e desenvolvimento. “Se formos pensar na quantidade de inovações e nas portas que se abrem pelo uso das tecnologias, principalmente por aqueles mais necessitados ou excluídos socialmente, percebemos que esse é um direito que o Estado deve atender.”

Graciela disse que acompanhou o início da implantação dos telecentros em São Paulo e que considera o projeto inovador, pioneiro e transformador das comunidades. “Vimos experiências fantásticas de gente tomando para si aquela oportunidade e dominando a tecnologia para o atendimento de suas necessidades específicas”, afirmou.

(Agência Brasil)

Fonte: MERCADO ÉTICO

 
Comentários desativados em Telecentros ajudam jovens a entrar no mercado de trabalho em São Paulo

Publicado por em 10/10/2009 em POIMENIA

 

Tags: ,

Rede FALE promove debate sobre saneamento ambiental e a responsabilidade do cristão diante das injustiças sociais.

1ª REUNIÃO DA REDE FALE CAMPO LARGO – Pr

A ação de Deus no último domingo, dia 20 de setembro, não poderia ter sido mais visível. Apesar da previsão do tempo, da chuva incessante; o sol brilhou magnificamente nesse dia.

A 1ª reunião da Rede FALE Campo Largo, aconteceu sob as árvores do Parque Municipal Cambuí, em Campo Largo, região metropolitana de Curitiba, PR. Em meio à natureza e aos que passeavam no parque, reuniram-se várias pessoas de várias denominações cristãs, e até mesmo  quem não confessasse nenhum credo religioso, para debater sobre saneamento ambiental e a responsabilidade do cristão diante das injustiças sociais.

Houveram três falas, intercaladas por músicas e poesias. A primeira fala foi do articulador estadual da rede, Douglas Rezende, sobre a responsabilidade do cristão diante das injustiças sociais. Douglas fez a introdução com a canção “Que Estou Fazendo Se Sou Cristão”, hino nº 552 do HCC, que denuncia a opressão e a desigualdade social no Brasil, fazendo uma comparação com a parábola do Rico e Lázaro; a segunda fala foi do Pr. Bebeto, da igreja Monte Horebe de Itaperuçú, região metropolitana de Curitiba, sobre saneamento ambiental, descrevendo suas ações de angajamento social no município e a luta contra a instalação de um lixão em área de manancial.

Por incrível que pareça, alguns dos maiores adversários do movimento em Itaperuçú são irmãos evangélicos que governam o município: “quando a gente chega na prefeitura de manhã, ninguém mais diz ‘bom dia!’ E sim a ‘paz do Senhor!’ E os escândalos de corrupção são muitos”, comentou Bebeto.

A última fala foi da pedagoga Patrícia Giovana, sobre o “nascer de novo: a importância da libertação do indivíduo para a construção de uma sociedade humana”. Baseando-se na pedagogia de Paulo Freire, Patrícia fez uma reflexão em cima do texto de João 3:1-8, dando ênfase ao versículo oito: “O vento sopra aonde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.” Ou seja: o nascido de novo não pode ser domado ou colocado em uma fôrma, mas está livre para ser levado pelo Espírito Santo onde quer que Ele queira.

Encerrando a reunião foram distribuídos os cartões da campanha de saneamento em Marabá e também foi lida a carta em repúdio ao golpe de estado em Honduras; e então aberto às discussões.

Graças à Deus por este dia!
Washington cruz, articulador do FALE Campo Largo – Pr.

Fonte: REDE FALE PR

 
2 Comentários

Publicado por em 06/10/2009 em POIMENIA

 

Tags: , , ,