RSS

Massacre no estádio

23 dez

“Vários corpos de vítimas recuperados pelas famílias receberam balas na cabeça, no tórax ou nas costas”, escreveu a comissão. E acrescentou: “A utilização de armas mortais contra civis não armados, o fato de abrir fogo com balas de verdade e sem aviso contra uma multidão compacta reunida sobre o gramado, de ter atirado até o esgotamento da munição e de visar as partes do corpo que compreendem os órgãos vitais são todas indicações da intenção premeditada de fazer o maior número de vítimas entre os manifestantes”.

Os soldados separaram inúmeras mulheres e meninas do resto dos manifestantes. Algumas foram levadas ao campo militar Alpha Yaya Diallo, e em casas de veraneio para servir, durante vários dias, como escravas sexuais para os militares. Outras foram estupradas no local. A comissão reconstituiu cenas de uma rara violência: “As mulheres foram estupradas com objetos, sobretudo com baionetas, cassetetes, pedaços de metal, tacos”, “os militares acabaram com as mulheres violadas introduzindo os fuzis dentro de suas vaginas e atirando”, “uma mulher de olhos vendados, que havia sido estuprada, foi degolada por um militar no momento em que arrancava o lenço de seus olhos”. Leia + AQUI

Fonte: UOL

Anúncios
 
Comentários desativados em Massacre no estádio

Publicado por em 23/12/2009 em POIMENIA

 

Os comentários estão desativados.

 
%d blogueiros gostam disto: