RSS

DROGAS E DISCURSO IRRESPONSÁVEL

15 set

Ah, perdoem-me se parecer indelicado, mas não tenho saco para cretinos que entram no blog para comparar o que eles chamam de “drogas lícitas” a “drogas ilícitas”, sugerindo que é só um capricho, uma tradição, que força a distinção. Um deles faz um longo e estúpido (des)arrazoado para dizer que só a lei distingue o café e o cigarro da maconha.

É mesmo? Então vamos aplicar o pensamento do nosso filósofo. Imaginem o sujeito prestes a sofrer uma intervenção cirúrgica. No bate-papo, o doutor lhe diria:

— Daqui a pouco, a gente começa os procedimentos. Vou sair um pouco para tomar um café e fumar um cigarro. Volto logo, ok?

Ok, né?

No quarto ao lado, uma outra situação.
— Daqui a pouco, a gente começa os procedimentos. Vou dar um peguinha ali fora e já volto (*).

Esse discurso irresponsável sobre as drogas só é feito na certeza e na suposição de que os “caretas” se encarregarão de cuidar das regras, da lei, da ordem, dos costumes, das tradições — do ordenamento do mundo —, situações que nos garantem, afinal, a possibilidade de botar o nariz fora da porta porque a maioria das pessoas age conforme o combinado.

(*)Poderia ser “bater uma carreira”, “dar uma cachimbada”, sei lá como a gente se refere a essas porcarias.

Fonte: VEJA

Anúncios
 
Comentários desativados em DROGAS E DISCURSO IRRESPONSÁVEL

Publicado por em 15/09/2009 em POIMENIA

 

Os comentários estão desativados.

 
%d blogueiros gostam disto: