RSS

Precisando copiar pregações?

06 set

A paz do Senhor irmãos. A um mês atrás eu instalei um contador, que identifica, entre outras coisas, a forma como encontraram este blog. Por exemplo, se você fizer uma busca no Google pela expressão “pregações de pastor tal” e entrar neste blog através da busca, o contador mostra qual foi a expressão consultada.

Pois bem, infelizmente, tenho visto inúmeras procuras por pregações prontas de diversos pastores, entre eles Marco Feliciano e Silas Malafaia. O que está havendo? Será que é a necessidade de se fazer sucesso no púlpito? Você acha mesmo que o Senhor quer isso de ti?! Você realmente acha que Deus prefere você copiando uma pregação ao invés de se prostar, orar e estudar a Bíblia?

Certo dia, na igreja em que eu congregava, um jovem foi chamado para pregar. Ele dispensou todo o tempo da pregação falando sobre supostos “ministros” ou anjos, que tinham várias funções. Um deles, o que mais me chamou a atenção, era o “ministro da consolação“, um anjo com a atribuição de consolar. Ele simplesmente desempregou o Espírito Santo! E tudo isso sem citações bíblicas que fundamentassem, óbvio. Diante de tal aberração, em uma consulta rápida a livros e internet, constatei que essa era uma pregação, copiada na íntegra de Marco Feliciano, entitulada “Anjos: adoradores no céu, guardiões na terra“.

Irmãos! Não vos apegueis à fama de outros pregadores! Não vos apaixoneis pela palavra torpe que não acrescenta nada às pessoas que estão sedentas por Cristo! Na epístola que Paulo escreve a Timóteo, para lidar com a árdua tarefa de corrigir erros doutrinários na igreja de Éfeso, o primeiro capítulo traz os seguintes versículos:

3. Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns que não ensinem outra doutrina,
4. nem se dêem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé, assim o faço agora.
5. Ora, o fim do mandamento é a caridade de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida.
6. Do que desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas,
7. querendo ser doutores da lei e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam.

Ei! Parem de procurar por fábulas! Preguem a caridade ao nivés de bola de fogo, preguem um coração puro ao invés de demônios, preguem a fé não fingida ao invés de prosperidade! Toda a vez que subirem ao púlpito, lembrem-se que mais vale uma vida de amor, de paixão pela obra de Deus, do que o reconhecimento por uma pregação bonitinha, que muitas vezes não é nem bíblica. Procure lavar os pés de quem o ouve, assim como Jesus lavou os pés de seus discípulos. Fomos separados para servir, não para sermos estrelas.

Não estou aqui a criticar pregações alheias; longe de mim isto. Cada um pague pelo o que sai da sua boca, como está escrito em Tiago 3:1-12. E, obstante a isso, existem homens e mulheres realmente usados por Deus, com pregações as quais você literalmente escuta Deus falando. O que eu critico é a falta de honestidade com o ouvinte cristão. Procuremos sentar, estudar a Bíblia e montar os nossos sermões, mesmo humildes, mas baseados em NOSSAS experiências com Deus e NOSSOS esforços em entender o que Deus diz…

Fonte: PAPO DE TEOLOGO

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 06/09/2009 em POIMENIA

 

Tags: ,

Uma resposta para “Precisando copiar pregações?

  1. Luciano

    07/09/2009 at 00:54

    Muito bom seu artigo. Vale acrescentar que a comunidade percebe, em sua grande maioria, eu espero, quais são as pregações “coladas” e mecânicas e quais são resultado de oração, pesquisa, tempo com Deus em oração etc. Vale a pena buscar, receber e repassar um texto iluminado pelo Espírito Santo. A congregação agradece.

     
 
%d blogueiros gostam disto: