RSS

Sou um Pastor Desviado

04 nov

Descobri que sou um pastor desvido, e para piorar sou um desviado assumido.

Não gosto de títulos, aliás acho engraçado a “briga” para ver qual denominação tem o “maior” título, antes era apenas pastor, dai ficou simples, sem graça, e “subiram” para bispo, mas hoje já existem muitos bispos, com isso ressussitarm os “apostolos”, agora já está surgindo o “pai-postolo” (esse deve ser chique mesmo…rsrs), e creio que o próximo será “semi deus”, pois é isso que eles pensam, são “deuses” entre simples mortais. Jesus, “coitado” era apenas um bom pastor (João 10:11).

Além de não querer nenhum desses (o dia que me virem com um desses nomes, por favor me internem, será sinal de loucura total), nao gosto nem mesmo de pastor, pois aprendi que título nunca fez nínguem ser, o fato de sermos é que nos faz alguém, sendo um pastor, não preciso que me chamem pelo títulos, pois as pessoas verão isso, acho hilárico quando alguns pastores exigem que sejam chamados de pastor ou reverendo “fulano de tal”, penso por que será esse desejo, talvez seja a única coisa que a pessoa “conquistou” em sua vida. Na verdade nem missionário eu gosto muito, pois creio que TODOS somos missionários, temos que ser, o “ide” é para todos, a diferença, é que eu escolhi ficar em tempo integral e ir em um outro povo falar da graça salvadora de Deus, não é porque todo o meu tempo é focado para isso que sou mais missionário ou mais santo que outra pessoa, pois é, portanto podem me chamar apenas de Fábio.

Terno?? To fora, também não entendo porque o Brasil, um país tropical precisa usar terno. Reverencia, respeito?? Vamos falar sério, que desculpinha, hein….. Deus quer reverencia, respeito em nossos corações, alias, não entendo como preguei cerca de 3 anos na minha igreja de terno…, alias entendo, pura vaidade, eu gostava, mas sabendo que o culto que Deus mais se agradava é aquele que o nome dEle é honrado, as pessoas mudavam a vida, vi a necessidade de me aproximar mais das pessoas, mostrar que eu era igual a eles, finalmente aposentei o terno.

Sou um pastor desviado até nas visitas, em 7 anos pastoreando foram poucas vezes que sentei em uma casa, chamei todos li a bíblia, expliquei o texto orei e fui embora, geralmente conversávamos de tudo, em muitas conversas citando a bíblia sim, muitas risadas, ou conversas sérias, as vezes com um gostoso pedaço de bolo até mesmo churrasco, geralmente antes de ir embora orava agradecendo, embora nem sempre, com certeza tenho ótimas lembranças de muitas destas visitas, e sei que foram visitas abençoadas.

Se eu ficasse apenas nos “usos e costumes” eu seria “meio” desviado, mas teologicamente sou completamente desviado.

Não creio que pastor, bispo ou qualquer outro título HUMANO, deixa alguem em nível superior, não sou “super homem” “super crente”, não estou em nenhum patamar mais elevado do que aquela pessoa que toma dois onibus, senta no último banco e não abre a boca. Sou igual a todos, sujeitos a mesmas falhas, totalmente dependendo da graça e misericórdia de Deus em minha vida, sou humano, graças a Deus, falho graças a Adão e a mim, e resgatado graças a Jesus.

Sou pastor desvidado, porque não prego teologia da prosperidade, não vivo a moda da unção (riso, animais, cair, levantar, vomitar e por ai vai…), não barganho o evangelho para ganhar almas, como também não dou desculpas criticando tais igrejas para justificar fracasso ministerial (algo que vejo muito no meio tradicional), creio sim, que Deus cura, restaura, renova, creio em milagres, pois o maior milagre já é a salvação, mas creio que o Deus das bênçãos é bem maior do que as bênçãos de Deus.

Sou pastor desviado porque não vejo pessoas como cliente onde tenho que oferecer a melhor “oferta” para não perde-lo para a concorrência (hoje em dia existem igrejas que até prometem emagrecer durante o culto, dizimo a vista 8% e ai vai as barbaridades em nome de Deus). Também não vejo pessoas como doentes, em que como pastor devo apenas cuidar, dar a “manutenção” para assim ir tocando a igreja. Vejo pessoas como humanos que carecem da graça de Deus, onde tenho a obrigação de fazer um culto onde o convertido saia pensando como melhorar a sua vida, o não cristão saia pensando em Deus e para isso não tenho que fazer o culto como eu gosto, da minha maneira e sim como Deus quer. Estilo de liturgia?? Cada lugar tem a sua necessidade diferente.

Sou pastor desviado porque “to de saco cheio” dessa briga de tradicionais com pentecostais, esses tema como: “ tira bateria, é do diabo, pode ou não pode dançar na igreja, bater palma é bíblico ou não, oração em línguas ainda existe? Devemos cantar hinos ou corinhos”. Sinceramente não aguento mais, para mim esta é a pior desculpa que um crente pode dar para não trabalhar na obra, brigando por mesquinharia e futilidades.

Sou pastor desviado porque com tudo isso descobri que não sou tradicional, mas amo a nossa história e creio na importância de se aprender com ela (gosto de hinos, sou fã de Vencedores por Cristo), não sou pentecostal, mas creio no pentecostes, e muito menos liberal, mas sou livre em Cristo.

Agora para piorar tudo isto, eu sou um pastor desviado que não quero me “des” desviar, prefiro caminhar na graça de Deus, pregar deste Deus aqui na Rússia, no Brasil, onde Deus me permitir, sendo apenas eu, alguém que acredita na redenção de Cristo, pois um dia ela me alcançou e transformou a minha vida, e a única coisa de boa que tenho em mim é graças e por Deus…..

Antes de encerrar, gostaria de dizer que conheço pessoas e igrejas sérias eu nosso país, pastores tradicionais que pregam de terno de gravata como o pastor Pedro Alves que é exemplo de vida para mim, como a sua querida igreja, também conheço pastores de linha pentecostal como o pastor Wilson de Divinópolis que vive uma vida de fé sendo usado para resgatar vidas que ninguém mais se importa, mas pastores e igrejas como estas infelismente não representam a maioria dos Protestantes, pois hoje a grande maioria “protesta” em causa própria, é lógico, em nome de Deus para não perder a “clientela”.

Um beijo com carinho de um “pastor desviado”

nEle que me desviou dos caminhos torturosos para o caminho da vida na Vida.

Fábio

http://www.fabiodiniz.com/pense/pastordesviado.html

Anúncios
 
10 Comentários

Publicado por em 04/11/2008 em POIMENIA

 

10 Respostas para “Sou um Pastor Desviado

  1. Macedo

    21/05/2011 at 20:10

    Também sou pastor “desviado”, bem vindo ao clube. Aliás, nem fui ordenado, porque não ordenam pastores “desviados” como eu. Não uso terno e nem quero que fiquem me chamando de pastor – quero ser eu, entende? Devolvam minha identidade!

     
  2. SERVO DE JESUS

    03/12/2010 at 22:16

    LEIAM A BIBLIA E NÃO FIQUE COMO PASSARINHO NO NINHO QUE ENGOLI TUDO QUE VOMITAM EM SEU BICO!!!
    A PALAVRA DE DEUS TA AO ALCANCE DE TODOS
    NINQUÉM TEM DESCULPAS PARA ESTÁ SENDO ENGANADO POR ESSE BANDO DE MERCENÁRIOS QUE QUEREM TOMAR UM POSTO QUE É DE JESUS!
    MEU PASTOR É ELE DE OUTRO NÃO PRECISO.
    E PREGAREI A PALAVRA SOMENTE POR AMOR AS ALMAS
    JÁ DIZIA UM GRANDE FILÓSOFO DO PASSADO: “A RELIGIÃO É O ÓPION DA ALMA”.
    AS PLACAS DAS IGREJAS E DENOMINAÇÕES “CRISTÃS” QUE VEMOS SO DESTROEM A UNIDADE DE CRISTO!
    DAR DIFERENTES NOMES A IGREJA DE CRISTO (TODOS AQUELES QUE PROFESSAM O NOME DO CORDEIRO SOBRE A FACE DA TERRA) É DIVIDIR O QUE JESUS NÃO DIVIDIU JUNTAR TODOS ESSES MINISTERIO EM UMA COCHA DE RETALHOS É JUNTAR O QUE CRISTO NÃO SEPAROU.
    SO EXISTE UMA IGREJA VERDADEIRA, QUE É AQUELA QUE CRISTO COMPROU COM SEU SANGUE.
    JESUS NÃO MANDOU NINGUÉM EDIFICAR TEMPLOS
    MAS SIM VIVER UMA FÉ EM UNIÃO COM OS IRMÃOS NO NOME DELE.
    “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” (Mateus 18 : 20)

     
  3. Deivid borges

    03/12/2010 at 21:54

    É comum em muitas igrejas ver “pastor” constrangido pessoas a dadivarem 10% do que ganham porque se não o fazem são chamados de ladrões.

    Usando textos isolados da bíblia dentre eles malaquias 3:10

    Eles conseguem fazer uma lavagem cerebral nas mentes dos pobres crente que por medo do devorador ou para receberem supostas benções o fazem.

    Mas a verdade é que o dízimo era exclusivo para os judeus que eram participantes da velha aliança e davam a décima parte só do que tiravam dos seus campos (frutos da terra e suas criações)

    Mas como nós crentes da nova aliança que fomos comprados lavados e remidos pelo sangue Cristo Jesus que é bom Pastor não precisamos baixar nossas cabeças para falsos líderes, pois temos Jesus como nosso pastor, pois Ele mesmo disse:

    TORNOU, POIS, JESUS A DIZER-LHES: EM VERDADE, EM VERDADE VOS DIGO QUE EU SOU A PORTA DAS OVELHAS.

    TODOS QUANTOS VIERAM ANTES DE MIM SÃO LADRÕES E SALTEADORES; MAS AS OVELHAS NÃO OS OUVIRAM.

    EU SOU A PORTA; SE ALGUÉM ENTRAR POR MIM, SALVAR-SE-Á, E ENTRARÁ, E SAIRÁ, E ACHARÁ PASTAGENS.

    O LADRÃO NÃO VEM SENÃO A ROUBAR, A MATAR, E A DESTRUIR; EU VIM PARA QUE TENHAM VIDA, E A TENHAM COM ABUNDÂNCIA.

    EU SOU O BOM PASTOR; O BOM PASTOR DÁ A SUA VIDA PELAS OVELHAS.

    MAS O MERCENÁRIO, E O QUE NÃO É PASTOR, DE QUEM NÃO SÃO AS OVELHAS, VÊ VIR O LOBO, E DEIXA AS OVELHAS, E FOGE; E O LOBO AS ARREBATA E DISPERSA AS OVELHAS.

    ORA, O MERCENÁRIO FOGE, PORQUE É MERCENÁRIO, E NÃO TEM CUIDADO DAS OVELHAS.

    EU SOU O BOM PASTOR, E CONHEÇO AS MINHAS OVELHAS, E DAS MINHAS SOU CONHECIDO. (JOÃO 10:7 a 14)

    Devemos buscar o conhecimento nas escrituras e visões de teólogos que não são religiosos (que não são seguidores de nem uma igreja ou religião) e não esta acreditando e se conformando com doutrinas de pessoas que usurpam das sagradas escrituras Para enriquecerem.

    As placas das igrejas que vemos hoje em dia nada mais são do que doutrinas feitas por homens ao qual DEUS disse que não habitaria

    “Mas o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens, como diz o profeta:” (Atos 7:48).

    Só seguindo os ensinamentos de Jesus chegaremos a DEUS.

     
  4. Deivid borges

    03/12/2010 at 21:47

    Muitos julgam que para servir a Deus, se faz necessário estar dentro de uma estrutura material edificada por mãos de homens, membrados a uma instituição religiosa,e condicionado a dar dinheiro para receber as bênçãos do Senhor e a vida eterna, mas isso não é verdade.

    No livro de Jó 41.11, disse o Senhor: “Quem primeiro me deu alguma coisa, que eu lhe deva pagar? Tudo o que há debaixo dos céus me pertence.”

    No livro de Atos 7.48,49 e 17.24, a palavra diz que Deus não habita em templos feitos por mãos de homens, porém, no Evangelho de Mateus 18.20, disse Jesus: Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou eu no meio deles.

    Por essa razão não temos a estrutura material, mas temos a unção do Espírito Santo do Senhor, pelo qual, o Senhor Deus tem feito maravilhas no nosso meio.

    O nome da placa da igreja foi mais uma doutrina criada pelo homem, portanto, o nome da igreja que somos membros é a mesma igreja primitiva iniciada pelos apóstolos e discípulos de Jesus Cristo, à saber:

    A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo (Tiago 1.27)

    Pense nisso!

     
  5. Victor Lucas

    29/07/2010 at 10:23

    Fábio, vc é o cara, nunca vi palavras tão verdadeiras, tão transparentes. Se todos que se dizem “santos” se portassem como vc o mundo seria melhor. Porque de lixo dentro das “igrejas” estamos cheios. Não é todo mundo que tem essa sua humildade não, vc está de parabéns, deve ter incomodado muita gente, cuidado !
    Que Deus te abençoe e te conserve sempre assim.

     
  6. JOSEF ALEF

    08/06/2010 at 16:22

    UM BOM TEXTO….CONCORDO!!!

    APARTIR DE HJ TB QUERO SER DESVIADO .

    OH BENÇÃO, QUE DEUS CONTINUE TE ABENÇOANDO E TE USANDO COM SABEDORIA NA TERRA.

     
  7. Oswaldo Dourado

    19/04/2010 at 00:41

    Não permita que sua fé seja destruída por causa de decepções. As decepções passam, a fé permanece.

     
  8. Amigo

    27/08/2009 at 15:06

    Oi, me desculpe não li o texto todo, mas logo no início algo chamou minha atenção e gostaria de refletir junto com você.
    Deus sabe quem dentre os lideres religiosos entroniza seus títulos no coração e quem se conserva humilde.
    Realmente existem não só apóstolos e bispos, mas também, pastores, evangelistas, diáconos e outros que se acham semi-deuses só porque tem um título, mas isso não significa que todos sejam assim.
    Biblicamente existe base para a instauração tanto do ministério apostólico, como também do episcopal, como por exemplo: Efésios 4.11, I Timóteo 3.1, entre muitas outras.
    Embora eu não congregue em uma igreja que tenha apóstolos ou bispos, acho que não devemos julgar a motivação daqueles que exercem esses ministérios, sabendo que todas as autoridades foram estabelecidas por Deus.
    Obrigado.

     
    • mauricio

      13/08/2011 at 19:16

      ATÉ QUE EM FIM DEPOIS DE LER TANTAS BABAQUICES DE PESSOAS SEM CONHECIMENTOS BIBLICOS CRITICA O QUE NÃO SABEM SE NÃO FOSSEM AS IGREJAS OS PREGADORES QUE ESTÃO FAZENDO A OBRA DE DEUS O MUNDA JA ESTARIA ENTREGUE AO MALIGNO IMAGINEM QUANTAS PESSOAS JA FORAM REGENERADAS PELO PODER DE DEUS ATRAVES DOS PREGADORES QUE VCS ESTÃO CRITICANDO QUER UM CONSELHO ? SE APEGUE COM DEUS CUIDA DE SUA VIDA JA QUE VC É MESTRE JESUS VEIO POR CAUSA DOS DOENTE E NÃO PARA OS QUE JA ESTA LIMPO NÃO CRITIQUE OS QUE ESTÃO TRABALHANDO PARA LIBERTAR OS OPRIMIDOS/DROGADOS/

       
  9. Dorgival Lima Pereira

    04/11/2008 at 09:50

    Excelente a matéria “sou um pastor desviado”.

    Creio e concordo com tudo que o Fábio Diniz escreve.

    Vivemos em uma cultura onde existe de tudo que você possa imaginar, por isso precisamos na verdade é nos identificar como cristãos que professam uma fé genuína em Cristo e vivam sob os princípios, valores e práticas (contextualizadas, é claro) que as Sagradas Escrituras chancelam e ensinam.

    Gosto quando aborda que precisamos nos identificar como cristãos brasileiros, numa cultura e ambiente tropical. Não estamos na Europa, para colocarmos no terno uma sacralização que nem lá justificaria.! O terno ou o colarinho clerical são apenas um acessório, superficial, forma, frio e inócuo, quando não há vida cristã genuína e foco naquilo que realmente interessa a Deus: as pessoas com suas necessidades !!

    Isso sem contar o fato de que nossa musicalização precisaria ser muito mais aculturada, sem no entanto perdermos ou desvalorizarmos nossos hinos e cânticos espirituais !

    Acho que estamos perdendo e perdendo muito tempo com o que é acessório e secundário, inclusive em nossas liturgias de cultos.

    As vidas que estão lá fora (o pior é que as vezes estão dentro também!), sem esperança, sem Cristo e sem Salvação, essas sim é que deveriam tomar todo o nosso tempo, nossa oração e portanto, nossa atenção !

    E enquanto isso, discutimos qual deve ser o artigo do estatuto que protege a eclesiologia, qual é indumentária de um pastor e ou de um membro? Isto tudo é inútil diante de Deus, quando não nos apresentamos em sua presença e/ou não vivemos o cotidiano com a pureza e santidade de vida que fará a diferença de forma natural àqueles com os quais nos relacionamos !

    Que Deus tenha misericórida de nós e que Sua maravilhosa Graça possa estar sobre cada um de nós, abrindo nossa visão, assim como a de Geazi o servo de Eliseu…Assim seremos bênçãos vivas na vida das pessoas: o alvo de Deus !

    Em Cristo Jesus, meu Senhor e Salvador.

    Dorgival Lima Pereira
    Curitiba-PR

     
 
%d blogueiros gostam disto: